sábado, 10 de novembro de 2012

“Ingulês”


Isto de, na maior parte das vezes, não se prestar grande atenção às aulas que tentavam ensinar-nos outros idiomas reflectiu-se em algumas das figurinhas que fizemos na nossa “teenagerísse”, em termos de expressão oral pública, mas “abafada”. (este é um termo importante, já entenderão) 

Eu, como muitos, armado em diferente, embora, eventualmente, influenciado por amigos vindos de “Paris de França” em todos os Agostos, quando me calhou a vez de escol
her que língua pretendia aprender no pós-primária, escolhi o Francês. 

Refiro desde já que, no preparatório e secundário, se não estou em erro, tive uns 5 ou 6 anos de Francês, e, além do significado de pescoço (todos sabem como se diz, certo?!), pouco mais soube dizer em voz alta. (vá, estou a exagerar, sabia mais um pouco.)

Recordo-me de um professor que, no ciclo, chegou a dizer a um colega de turma duas frases que guardo até aos dias de hoje, 30 anos depois:

- Vous parlez français comme une vache espagnole. (sim, fui ao Google Translater) (foi-lhe dita no 1º período)

- Rapaz, passei na secretaria e fiquei a saber de que, para o ano, também haverá a disciplina de Francês. Ou seja, podes repeti-la. (foi-lhe dita no 2º período)

Vá lá que estas frases marcantes não foram dirigidas à minha pessoa, mas que me serviram tal como a tampa de uma caneta “Bic Fina”, lá isso, serviram. 

Na verdade, o que me traz para este mundo dos idiomas em período escolar, o tal, recordo, do preparatório e do secundário, tem a ver com o “bem” que, por exemplo, nas discotecas, com a música nas alturas, cantávamos o Inglês. 

Éramos dignos de ultrapassar um qualquer instituto de idiomas em quaisquer 30 segundos de refrão, desde que, claro, o som não baixasse radicalmente, ou melhor, que o somo continuasse a “abafar” o nosso “sotaque”. 

Querem perceber com um exemplo prático? 

LETRA ORIGINAL: 
Too shy shy 
Hush hush, eye to eye 

LETRA CANTADA: 
Tu xai
Oxe, oxe, ar e o ai

Ai, estes pontapés na gramática! Vá lá que, no meu caso, em grande parte, eram dados na gramática dos outros, nas dos camones, ramones, ou lá como se chamavam!... (risos)

Kiko

1 comentários:

Paula_2700 milhas disse...

Mas era mesmo isso a que soava :)

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive