quarta-feira, 30 de março de 2011

Altar

Gosto de pessoas com fé, principalmente em si mesmas, nos seus sonhos, desejos, ideais, pessoas que acreditam no poder do tentar, mesmo quando as "pedras" do caminho as deixam de vontade nua, despidas de força, naquele instante em que soam convites do desistir mas que, no instante seguinte, graças a uma qualquer "pilha mental", incentivam-se a recuperar energias e a avançar, independentemente dos estalos que possam regressar...

E é assim que se vive verdadeiramente, descobrindo, insistindo, acreditando, aprendendo... E quem nunca caiu que erga a primeira pedra!

Gosto de pessoas com garra, com vontade, pessoas que, mesmo sem nada, embora com tudo, desafiam-se a si próprias numa espécie de luta entre o eu e o eu, na procura constante de um acontecer melhor, com mais ser, independentemente das medalhas de "parra" que possam ter vindo a coleccionar.

E é assim que se vive verdadeiramente, com fé, mesmo quando o sonho, de tão nu, ao olhar dos outros, parece irrealizável, parece perdido, parece uma miragem...

A fé, há que dizê-lo, nunca está nua, nus estão os pensamentos de quem não conhece o poder do acreditar, já que a vida, creia-se ou não (e não me refiro a religiões!), é um altar do qual se vê o horizonte despegado de "vestes" e sempre com uma luz para lá de qualquer que seja o túnel.


Francisco Moreira

3 comentários:

Ana Pina disse...

Este diz-me muito, meu querido FM. A minha luta mais terrível terminou. Hoje estou cansada, mas finalmente estou em paz comigo mesma. Let a descompressão begin. Muitos bjs. Ana

paulofski disse...

Não creio que seja possível apagar completamente actos e palavras de que não nos orgulhamos, mas acredito que podemos sempre encontrar motivos para aprender com os erros e nos redimir deles. Fazer com que as melhores coisas que fizemos nos forneçam energias para eternizar novos momentos, novas palavras, novas caras, novas músicas, novas imagens, enfim, nova bagagem.

Misath disse...

:) hoje posso dizer que "saboreio" o gosto doce de um sonho inatengivel (para muitos que o diziam), hoje posso dizer que forrada de medalhas de "PARRA" sorrio porque acreditei no meu sonho, embora tivesse levado tantas e tantas "bofetadas" e sendo "aliciada" de várias formas para o esquecer... no entanto para o conseguir não me bastou acreditar, lutar e vencer mas também ter pessoas que acreditaram, lutaram e ajudaram a vencer ...acho que tudo é possivel mas é bem mais fácil quando temos amigos com um "A" maiusculo que por mais loucos que sejam os nossos sonhos acreditam em nós e estes são bem mais passiveis de realizarem-se ... a todos eles e a ti um enorme Beijo de LUZ.
Misath

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive