segunda-feira, 2 de março de 2009

Retalhos

A vida, seja qual for a perspectiva, é uma imensa manta de retalhos que se desmultiplica numa infindável conjugação de cores, ora suaves e mais interessantes, ora garridas e mais ofuscantes. Nós, na verdade, somos a linha branca que se deixa tingir em função do percurso pelo qual optamos ou pelo arco-íris e intempéries que nos visitam com mais ou menos regularidade.
Cada manta de retalhos é única, mesmo as que parecem sofrer o síndroma de imitação ou hipotético destino. Não, não há fotocópias perfeitas e muito menos fieis a qualquer princípio de cor ou religião de conceitos. Cada um é cada um, cada paralelo é um paralelo, mesmo quando as estradas se tocam.
É por este coser e descoser que deambulamos ao som de sorrisos, gritos e lágrimas, os temperos da nossa existência, nunca crua mas por vezes dura.

4 comentários:

Natacha disse...

A vida é como uma paleta de cores- Estão lá as básicas, e a partir destas podemos partir para um sem números de tons diferentes...

Há que saber ser artista!!

beijo colorido

Maurício disse...

É mesmo! Somos seres Únicos. Com todos os defeitos e virtudes que nos couberam "na rifa" do destino de cada um. Mas Únicos. Insubstituíveis na função de tornar o mundo um sitio melhor.
Só por isso, e pelo desafio que representa, vale a pena estar vivo.

Abraço

FM disse...

Gostei imenso dos termos que usas para este comentário... Não o diria melhor.
Beijos Natacha.

FM disse...

SE Vale Maurício, se Vale!!
Vivamos e façamos Viver, mesmo aqueles que se acomodam no "hibernar" sem hora de despertar.
Abraço.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive