domingo, 5 de maio de 2013

“Falta-me”


“Falta-me”

Não há dia em que não me faça muita falta esse seu ser mãe e pai ao mesmo tempo, esse seu ser mais do que sábia, mesmo sem livros.

Não há dia em que não me faça muita falta essa sua coragem para se ir mais longe, esse acreditar em mim maior do que o meu.

Não há dia em que não me faça muita falta esse seu aconchego irrepetível, por mais que o sempre – sabíamo-lo. - fosse uma ilusão.

Não há dia em que não me faça muita falta esse seu cume de referência, sabendo que você estaria por mim como mais ninguém.

Não há dia em que não me faça muita falta esse seu enxugar das lágrimas, incluindo estas que verto pela tanta falta que você, Mãe, me faz.

Francisco Moreira

1 comentários:

Ana Duarte disse...

Antes imaginava, mas agora compreendo... :(

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive