sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Fôlego

Estou a chegar à conclusão de que todos nascemos boas pessoas e que, com o decorrer das "pétalas" e dos "espinhos" da vida, acabamos por completar um circulo, regressando, no fim, ao início. Irónico, não?!
Como?
Simples. A vida vai-nos dando "truques" e "matreirices" que, com o decorrer dos anos, nos transformam em pessoas menos interessantes - enquanto conceito de humanidade, em termos de essência, embora´- há que assumi-lo (!), anunciemos exactamente o contrário, e achemos que somos cada vez melhores, como, dizem, o "Vinho do Porto".
Ou seja, só com o tempo aprendemos aquilo que, aparentemente, é do mais simples possível: por muito que, ao longo da vida, metamos na cabeça e nas acções que vamos evoluindo - e vamos, acabamos sempre por desejar voltar ao início, ao "renascer", só para se poder voltar a ser boas pessoas, mesmo que isso, no fim, implique trocar todas as "medalhas" do percurso pelo simples ser-se, ser-se o mais puro possível.
E porquê? Porque é isso que mais desejaremos no tal "último fôlego". Têm duvidas?!
Francisco Moreira

14 comentários:

Ana Micaela disse...

Por vezes, o mundo molda-nos de forma diferente daquilo que idealizaram para nós.
Cabe-nos a nós, sermos "fortes" o suficiente para impedir que os dissabores da vida nos tornem más pessoas!
Bjnhs Kiko =)

JoeMar disse...

De facto, todos nascemos boas pessoas, sem vicíos, defeitos, maus sentimentos, etc. Mas os trilhos da vida e as personagens que vamos encontrando ao longo da nossa história, tentam moldar-nos de uma outra forma. Cabe a cada um de nós ter força, paciência e engenho para manter a nossa Essência. Mesmo que apenas se consiga tal proeza, quase no término da história, vale apena ter lutado por NÓS.
Beijos e Abraços de Paz e Luz*

carla susana rafael disse...

Pois é meu Amigo...o que eu acho que ao contrario do que deveria ser, muitas pessoas só se lembram de querer voltar ao ínicio, boas pessoas, na altura do "ultimo folego"! Mas parece-me que já não vão a tempo!

Ricardo disse...

Gosto disto!!!

Jota disse...

Verdade FM.
Mas aqueles que por vezes tanto mal provocaram, já chegam tarde á tão esperada redenção.
Abraço e bom fim-de-semana.

paulofski disse...

É a tal deixa do "ai se eu soubesse o que sei hoje!".

Anseios que se renovam, de ano para ano.

Abraço

Feliciano Ferreira disse...

Acredito largamente, que a vontade do "homem" sempre foi a de poder controlar o tempo... poder reviver momentos, poder renascer sem as marcas dos espinhos...
Acredito que no ultimo fôlego gostaríamos de poder voltar ao inicio... de poder refazer todo um ciclo...
Não acredito porem que a Humanidade se torne menos interessante na sua essência... pelo contrário, as marcas deixadas pelos espinhos não são mais do que a evolução natural das nossas essências...
Na vida existem sempre dois "caminhos", e acredito que há sempre forma de voltarmos a ser "boas pessoas", a escolha está ao alcance de todos e de cada um.
Não será necessário trocar as "medalhas" para se ser puro... porque a evolução não corrompe apenas adiciona evolução, crescimento e aprendizagem.
Se o resultado dessa aprendizagem não é puro e imaculado, podemos sempre aprender com isso, escolher qual o caminho a percorrer... se voltamos a pisar caminhos menos puros, ou se optamos simplesmente por nos mantermos no caminho certo, o caminho que traz aprendizagens puras...

Um bem haja... e um até já...

Feliciano Ferreira

FM disse...

Nem mais, Ana Micaela!
Quem bem te ficam estas palavras, sendo tu tão jovem. Parabéns.
Beijos.

FM disse...

Concordo, e muito, JoeMar.
És uma BOA pessoa. Não mudes.
Abraço.

FM disse...

Também é uma grande verdade, Susana, infelizmente.
Daí o texto, daí o "fôlego", para ver se acordam antes...
Beijos de LUZ.

FM disse...

Ainda bem, Ricardo.
Abraço.

FM disse...

Infelizmente, Jota, e não param de aumentar, em número.
Abraço.

FM disse...

Pois, Paulofski, pois!
Vamos em frente, que é melhor...
Abraço.

FM disse...

Feliciano, tens mesmo que VER e perceber o: "The Curious Case of Benjamin Button".
Abraço.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive