segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Galeria

Sempre tive a ideia de que na galeria da vida não há espaço para todos os quadros, independentemente de serem feitos de lindas paisagens ou de sarrabiscos mais desalinhados.
Não é preciso ser mestre para perceber e aceitar que todas as "pinturas" dependem da inspiração dos momentos e da aguarela de pessoas que nos inspiram... E que bom é emoldurá-los - aos quadros - para sempre, sendo que o "sempre" depende da intensidade com que os sentimos, daquela intensidade que os faz (ou não) perpetuar na memória, na nossa e na dos outros...
E assim vamos, e assim vou, pincelada a pincelada, pintando o caminho... Muitas vezes sem dar tempo ao tempo para contemplar o que ela nos oferece, tantas vezes do nada, ou quase nada...
Hoje, olhando para alguns dos quadros que pintei, chego à conclusão que sempre dei demasiada cor às telas, às minhas e às dos outros, independentemente do garrido ou do cinzento das cores, mas certo de que pintei e continuo a pintar, que vou afixando pormenores à parede do passado... Mas - e note-se bem (!), certo de que a Vida, por mais quadros que possa ter na sua galeria, não vive de pinceladas emolduradas mas sim das cores que são usadas a cada instante.
Francisco Moreira

2 comentários:

Jota disse...

E que bom que é pintar. Pena haver, nos tempos que correm, poucos impressionistas que mesmo pintando com uma cor mais escura, conseguem iluminar qualquer tela. Continue a pintar que eu tambem lá vou fazendo o mesmo.
Abraço

Misath disse...

Pois!!!! um dia comentei que no "viceversa" encontrara o meu "balde de tinta", sem duvida que assim foi , mas hoje acredita que independentemente do balde, bidão ou palete que tenha lá (viceversa) o meu fornecedor de "tinta" está aqui... no cantinho do meu coração... e sim és um grande "fornecedor" de tintas... garridas, alegres, bonitas...por vezes somos muito maus "pintores" mas sem duvida que mais importante do que um mau "pintor" é uma má tinta, algo que nunca foste... ;)

Beijos.

Misath

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive