quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Francisco sai do Vice Versa

A vida é feita de ciclos, e este chegou ao fim. Sim, é desta maneira (também) que comunico que chegou (quase) ao fim a minha presença no Vice Versa Bar, onde, com orgulho, empenho e prazer estive cerca de 16 anos. E chega ao fim porque tem que ser, porque há que dar lugar a outros, há que trocar a "sala-de-estar" da segunda casa pela "sala-de-estar" da primeira casa, aquela onde vivo. Há que, simplesmente, permitir que o Vice Versa respire, com outras gentes, com outras ideias, com outros sentires...
Sim, a vida continua... E com todas as letras, com todas as canções... Sim, acredito, o Vice Versa Bar continuará a existir, a ser uma referência nacional, principalmente pelo tanto que conquistou ao longo de quase duas décadas, sempre com esforço, perseverança e, acima de tudo, com pessoas que (me) ajudaram a fazer deste espaço um local familiar, intenso e único.
É, o palco da vida tem destas coisas. E, por vezes, necessita de outros "autores", de outras vozes, de outros reflexos, de outros poros, de outra Luz... Precisa de amanhã, mesmo quando o hoje é tão só o dia mais importante das nossas vidas...
E, precisamente hoje, olhando para trás, não encontro um fio por onde começar. É um novelo tão grande, tão intenso, que, na verdade, se o desfiasse, estou certo, morreria naquele instante entre a lágrima e o sorriso, porque a paixão prevalece, porque o amor é para sempre, porque, simplesmente, não convivo nada bem com a palavra "fim"... E, convém dizê-lo, poderia, a título de exemplo, referir uma ou outra situação mais ou menos bizarra, e não as faltam... Mas não, prefiro, pelo menos para já, guardá-las no baú da minha memória, certo de que, do outro lado - o de quem nos visitou e contribui para que sejamos o que somos - não faltarão "retratos ViceVersianos" em centenas, largos milhares de pessoas...
E como custa, como dói dizer adeus... Como me faltam as palavras...! Mas tem mesmo que ser, e assim respondo à grande maioria das perguntas que me serão feitas. Tem que ser porque estou cansado e realizado, porque a minha vida também é decorada por outros palcos, por outras pessoas, por outros objectivos... Se estou triste?! Claro que estou triste, claro que não é fácil colocar um ponto final em algo tão importante para tanta gente... Claro que, se pudesse, transportaria muitos dos que me acompanharam ao longo dos tempos, mais próximos ou mais remotos, para o resto da minha vida... E assim acontecerá, não com todos, infelizmente, mas com muitos, desejo e espero. Não mudei ou mudarei, enquanto Francisco Moreira.
A vida é feita de ciclos e, provavelmente, usá-los como "a resposta" é a melhor forma de se contornar e encarar as perguntas, as pessoas, os dias, o passado - no presente, o futuro... E avançar, embora, claro, ancorado a fotografias e emoções mil, embora triste, de lágrima incessante, mas convicto de que tem que ser, tem mesmo que ser assim, porque sim. E, não, esta não é uma decisão precipitada. Foi pensada, repensada e decidida. Pensei em várias pessoas, sem esquecer aquelas que me são mais próximas... E pensei na "minha" Equipa (a melhor do mundo!), no meu sócio (o melhor do mundo!), pensei, inclusive, na "desorientação" que uma decisão destas, saída do aparente nada, poderia gerar, principalmente junto de pessoas a quem o Vice Versa diz tanto, tanto... Confesso que também me incluo do enorme grupo dos "desorientados"... Afinal, onde será agora a minha segunda casa? (sorrisos amarelos)
O que levo dali? O que trago para aqui?
Trago os sorrisos, a felicidade, o ser-se a acontecer-se, tantas vezes à custa de um simples "quase nada"... Levo todos e cada um, levo tudo, mesmo que possam afirmar que fico sem nada. Ou melhor, há algo que não levo. Não me levo a mim, não levo o que sempre fui... Isso, acredito, ficará dentro de cada um, já que sempre houve "cada um", apesar de sempre se referirem ao "todo", ou ainda melhor, ao "todos"... Fui único com cada um.
É, cada pessoa, e são tantas, mas tantas, ficou registada em mim. E foram imensos anos de troca de palavras, de experiências, de sorrisos e lágrimas, de entreajuda, de amizade,... De família. Mas, e apesar do normal: "palavras leva-as o vento", não posso deixar de sublinhar que, mais do que simples sílabas, com este comunicado informal, em jeito de conversa entre mim e quem sente o Vice Versa de uma maneira especial, saio de cabeça erguida, de consciência tranquila... E certo de que contribuí para que fosse, ou melhor, seja um lugar com nome, com assinatura. Se saio é porque "chegou a hora", e tudo tem uma hora. Mais, o anúncio é feito precisamente 1 mês antes desta minha partida, a 31 de Dezembro, porque entendo ser importante ser-se correcto com as pessoas e não virar as costas sem "dizer água vai, água vem"... Por isso, e para que não se "livrem de mim" tão rapidamente, aproveito a oportunidade para vos convidar a aparecerem no local de sempre, na rotina de sempre... Eu, afinal, ainda "Estou Ali", e estarei sempre, embora numa outra perspectiva, carregando o tal baú das memórias, das boas e inesquecíveis memórias.
Para finalizar, e porque já não há paciência para tanta palavra, permitam que sublinhe uma vez mais que a vida é feita de ciclos, e este está a chegar ao fim. Um fim que ficará para sempre, nem que seja única e simplesmente em mim.
Obrigado por TANTO.

Francisco Moreira

13 comentários:

Juanita disse...

Boa noite ou Bom dia!
Li e juro que estou sem palavras! Muitas vezes te ouvi dizer que tinha chegado a tua hora de dar lugar a outros e confesso que uma ou outra vez achei que era mesmo verdade e quase em pleno vice versa me caíram lágrimas por tais palavras proferidas por ti. Hoje, ao ler este teu pequeno texto que muito confessa, devo dizer que passei a acreditar no que nunca pensei que pudesse acontecer tão "cedo". Sim, é verdade, uma gota salgada em forma de lágrima caiu e senti um vazio, o vazio de entrar no vice versa e não ouvir a tua voz dizer "Joana, bora dançar". Não interessa o tempo que estive sentada nessa sala, interessa sim a forma como me acolhes-te, a forma como me dizias para eu sorrir, o teu jeito protector que fazias questão de demonstrar, tudo isto não muda e está bem guardado. Acredita que, te tenho como um amigo, aqueles amigos sinceros e frontais que poucos têm a oportunidade de conhecer! O vice versa foi e será a tua cara! Obrigado por tanto ;)
Muitas Felicidades

PS.: Não te safas à minha visita antes da tua despedida :P

Marta disse...

Depois disto, que posso eu dizer?

Em primeiro lugar obrigado, sem dúvida! A forma como nos recebes a cada noite é especial e faz-nos querer voltar uma e outra vez. Tenho a certeza que isso não será diferente daqui por diante.
Depois, o meu desejo é que fiques por perto... porque sim!

Beijo grande

Paulo disse...

Existe sempre algo, ou alguém que nos faz ter vontade de viver...

O Vice Versa tem esse dom, agradeço-te isso a TI, (Francisco Moreira).

O Vice Versa Bar tem sentimentos, tem Vida, porque "ele" ÉS TU...

Muito obrigado por tudo que nos oferecestes, (não estou a falar de shots ou cervejas) Risos.

Um Forte abraço meu caro AMIGO Francisco.

Paulo Oliveira,

Maurício disse...

Que dizer a um Homem de Luz que toma decisões assim?
Que está certo e faz bem? Que está errado e se precipitou?
Não quero ir por aí!
Quero apenas dizer-lhe, Francisco, OBRIGADO!
Porque, embora em poucos anos, tive o tempo suficiente para o considerar como um AMIGO. Do coração o digo.
Porque a vida é feita de momentos, e os que vivi consigo mostraram-me uma pessoa fantástica, de convicções, de entrega, que sempre soube acolher bem, tanto na "sala-de-estar" Vice-Versa como no coração e no saber acolher que sempre demontrou.
Mas, porque os AMIGOS são para sempre, quero dizer-lhe que, embora algo surpreso, compreendo e apoio a sua decisão. Porque foi, não duvido, ponderada e suportada por razões mais que válidas.

Um forte abraço e... a gente vê-se por aí.

Ju´ disse...

Há pessoas que ficam para sempre e tu sem duvida és uma delas padrinho,não posso mentir quando na verdade a noticia de me chocou por momentos até as lagrimas me vieram aos olhos, mas eu sabia que este dia ia chegar, eu sabia que um dia tu ias ter que fechar este ciclo, em que fizes-te tanto para puder iniciar aquele que está proximo. Foram anos de sorrisos, de alegrias, de vivências de uma constante ajuda , sempre extremamente sincero e puro.
Sabes bem a importância que tens para mim, o quanto eu gosto de ti, o orgulho que eu sinto em puder chamar-te padrinho.
Es uma pessoa inesquecível,com uma força de outro mundo, quero que saibas que te desejo as maiores felicidades do mundo,manten-te sempre assim unico por si só!
Que a amizade esteja sempre entre nós :). Vou sentir muito a tua falta, a falta dos teus conselhos rapidos e eficazes!
<3

Jota disse...

Ao revés de uma boa noticia, li hoje uma que me deixa seriamente triste, a saída do Francisco Moreira do Vice-Versa. Conheço o VC há muitos anos e não fui, nem de longe, um dos seus frequentadores mais assíduos, fui mais um “outsider”. De há 2 anos a esta data tenho estado a essa casa sentimentalmente ligado e tudo por razões pessoais que muitos de vocês conhecem.

O carisma do FM que não direi único, é deveras bastante particular e quem o conhece, sabe bem do que falo. Tive a honra e o prazer de ter tido pessoalmente com ele algumas conversas que me deixaram bastante perplexo devido ao rigor, clareza e gerência nas suas ideias. Ao FM um muito obrigado por “me” ter aturado com as minhas questões.

Nada será igual após a sua saída e lamento-o sinceramente, mas aceito a sua decisão, independentemente dos motivos que a isso o levaram.

Desejo-lhe tudo de bom e uma estrela cintilante que nunca se venha a apagar.

Um abraço e obrigado por nos fazer felizes.

Jorge Silveira

Marina Ribeiro disse...

Obrigada nós, por nos permitires fazer do vice-versa a nossa sala de estar, quando procuramos um aconchego, uma risada, uma boa energia ou apenas uns momentos agradáveis!
Obrigada, e até breve.
Marina

FM disse...

Muito Obrigado pelo Carinho das Vossas Mensagens.
Li uma a uma, palavra a palavra...
Até Breve.
Beijos e Abraços.

JoeMar disse...

Estou... estou... de lágrima no canto do olho! :')
Enquanto escrevo estas palavras, passam pela tela da minha memória todos os momentos que passei no Vice, com o FM e todos os outros. Sinto já uma saudade que faz o meu coração ficar apertadinho. Vivi momentos inesqueciveis no Vice, ri, chorei, cantei, dancei... fui muito feliz! Foi a porta do Vice, que no dia 30 de Maio de 2008 dei o primeiro beijo a minha companheira e aí começamos a nossa relação. O Vice, na pessoa do FM faz parte das nossas vidas. A vida é feita de ciclos, mas este era um ciclo que todos Nós gostaríamos que não terminasse, que fosse eterno. Compreendo e respeito a decisão do FM, a alegria e a dor que está a sentir, pois passei pelo mesmo quando deixei para trás 13 anos de arbitragem.
Apenas me resta desejar-te o melhor que a vida tem, e que continuem a ser pessoas de Paz e Luz.
Claro que continuará a haver Vice... mas com toda a certeza não será a mesma coisa!
Esta frase ficará para sempre...
"Tentem, tentem ser Felizes"
Paz e Luz
Marina e Joel

Mary disse...

INCRÍVEL...a quantidade de testemunhos que, em comum acordo, te aplaudem, te elogiam e se sentem "perdidas" porque te irás desviar do comando das noites mais divertidas do País!! :)
INCRÍVEL...como nos transformaste numa "família" e como nos viciaste num local que,como tantos outros com quatro paredes...se espalha pelo País, e fora dele, quando, por volta das 5h30 da manhã cada um parte com destino a casa! É ENORME o VV :)
INCRÍVEL...ter-te conhecido, teres permitido privar contigo e teres "tocado" em todos e em cada um de tal forma que NUNCA...NUNCA será o mesmo entrar pela aquela porta e ver-te...lá do alto...sorrindo como que a dizer "Que bom ver-te...aqui"!!! (apesar de na maior parte das vezes o dizeres tipo "Isto são horas de chegar Mary")...saudades...vou ter muitas!!
INCRÍVEL Francisco Moreira...INCRÍVEL...como TU!!!!

Beijinhos

paulofski disse...

Esta tua decisão deixou-me de boca aberta sem ser capaz de soltar a nota mais desafinada que pudesse. Fiquei surpreendido e o comentário por mim feito anteriormente deixa de fazer algum sentido. A vida é feita de ciclos, e se o "the end" está tomado então deve ser respeitado. A nós resta-nos agradecer-te por todos os momentos que nos deste, de alegria, amizade, diversão, de convivência no melhor palco que poderíamos desejar. Desde os primeiros gritos desafinados que se ouviram no palco do Vice-Versa, no palco de inesquecíveis momentos até ao coro de agradecimentos, de aplausos que ouvirás para sempre... Obrigado nós, amigo Kiko.

Haveremos de votar. Até lá um abraço.

Cila disse...

Foi um choque enorme ler uma breve mensagem que anunciava a tua saída do Vice...
Ler este teu testemunho fez-me lembrar tudo de maravilhoso que ganhei ao conhecer-te, tudo o que me ensinaste e me fizeste acreditar... Toda a Luz que me deste quando o meu caminho estava pouco iluminado!!!!
O vice versa deu-me um GRANDE AMIGO... e a amizade, essa, faço questão que prevaleça para toda a vida!!!
Beijo enorme para ti, prá Sarinha e pró lindo princípe Angelo... desta amiga que vos guarda num lugarzinho bem especial no coração!

Sejam muito, muito felizes!!!

Barbie Boy disse...

Não acredito ainda!!!!

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive