segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Um ontem que poderia ser Hoje

Há quem diga que África tem uma espécie de magia que chama, e chama muito. A mim, confesso, nunca me chamou, mas mesmo assim, equaciono seriamente lá ir em breve para, "in loco", tentar entender aquilo de que tanto ouço falar. Dizem que é o cheiro da terra...
Por outro lado, talvez por lá ter ido ou por sempre ter sonhado lá ir, o Oriente continua a chamar-me vezes sem fim, sempre em sussurro, sempre de uma maneira calma e descontraída mas, simultâneamente, intensa, irresistivelmente apaixonante.
Nunca encontrei ninguém que me soubesse explicar o porquê de os locais nos chamarem, de nos cativarem, independentemente dos milhares de quilómetros que nos "afastam".
Serão as vidas passadas? Serão os postais que nos enviam, mesmo sem conhecermos os remetentes? Serão as energias que recusamos assimilar?
Logicamente que também sofro dos chamamentos internos, principalmente naquelas horas da despedida desses locais que o mundo me convida a visitar mas, na verdade, quando se trata de analisar o poder do chamamento, por incrível que possa parecer, o Oriente continua a fazer "estragos" naquilo que apelidamos de saudade.
Quando voltarei? Hoje seria um bom dia, apesar de o amanhã me continuar a dizer que já fui "ainda ontem".
Francisco Moreira

8 comentários:

Natacha disse...

África chama-me muito, já em gritos desesperados, but...

beijo grande ;)

FM disse...

Queres que lhe leve um recado teu, em princípio, daqui a 3 meses?
Beijos com Carinho.

Ricardo disse...

Do oriente só vêm coisas boas...

FM disse...

E onde estão? (risos)
Abraço.

FM disse...

E onde estão? (risos)
Abraço.

FM disse...

??!

paulofski disse...

Para conhecermos terras longínquas temos reportagens, imagens e sons que testemunham a magia dessas paragens. Claro que gostaria também de visitar terras africanas e orientais, e não sei quando o poderei fazer... Espera, também estou a ouvir um chamamento... ahhh, é o telefone de serviço!

FM disse...

(risos)
Abraço.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive