sexta-feira, 16 de julho de 2010

Trapézios

Não são assim tão raras as vezes em que o palhaço se disfarça de anjo, inclusive para ver até que ponto lhe sugam a pele, embora, na verdade, com isso, o mais que lhe levam é a tinta do rosto, aquela que, de quando em vez, também se sente seca, usada, cansada, com menos brilho.
Mas o palhaço resiste, resiste sempre até à última, numa espécie de orgulho uniformizado de espada que, mesmo não cortando a eito, vai seleccionando as suas certezas, determinando opções e soluções de recurso.
E todos, na balança, acabamos por ser palhaços, uns mais que outros, é certo, mas sendo-o, mesmo quando estamos distraídos e deixamo-nos levar no meio da "folia", embora, no caso de alguns "eleitos", esse "deixar-se ir" mais não é do que permitir que o "outro" dê a si mesmo a estocada final, inclusive quando julga que o seu "tiro" foi de mestre, imperceptível e certeiro.
Mas, neste circo da vida, Mestre, na verdade, é o palhaço, não só por vestir mais do que uma pele mas principalmente por já ter a "escola toda", nisto a que ele, o palhaço, a brincar sem brincar, chama de trapézio.

Aos mais distraídos, e porque também é bom ensinar, digo que até o mais incógnito palhaço do mundo, provavelmente, tem mais destreza do que o mais veloz dos falsos. É tudo uma questão de tinta, ou de rede.

Francisco Moreira

4 comentários:

JoeMar disse...

Mais um texto de muita qualidade e profundidade.
Há Palhaços e Palhaços...
Há os ricos e os pobres, os alegres e os tristes. Resta a cada um de nós decidir que tipo de Palhaço será, e até que ponto se vai deixar levar.
O Palhaço Falso, por mais tinta que coloque no rosto, jamais vai conseguir disfarçar a sua verdadeira essência, mais cedo do que esperava!
Parabéns por mais este texto.
Abraço grande ;-)

Mize disse...

...e não tão pousas são as vezes, como diz Álvro de Campos, em que queremos retirar a mácara e "ela está agarrada".

Um abraço entre palhaços, sem palhaçadas.
bjs

FM disse...

Obrigado, JoeMar.
A vida, convenhamos, é feita de tantas palhaçadas.
Abraço.

FM disse...

UM Abraço, Mizé!
Gostei das tuas palavras. (sorrisos)
Beijos.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive