quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

- Alguém precisa de um Táxi?

Com esta moda dos "ouvidos moucos" num mundo de "faladores", acho que muita gente está a precisar de dar umas voltas de "Táxi", daqueles com motoristas que fazem perguntas pessoais e indiscretas e que, simultâneamente, ouvem o que o "passageiro" tem para contar. Sim, os chamados "psicólogos ambulantes" que, à custa do vazio dos percursos, conseguem limar tantas e difíceis arestas a terceiros.
Dentro desta globalidade que é a comunicação, não faltam pessoas a necessitarem de "pôr cá para fora" o que vão juntando naqueles baús do pensamento, pessoas que, mesmo nas confusões dos aglomerados populacionais, passam semanas, meses e anos sem poderem contar o que lhes vai na alma, o que lhes vai no sentir, muitas das vezes por não encontrarem quem, simplesmente, os queira ouvir.
Os "Táxis" são bons para isso, para ajudarem a "limpar o sótão das vivências individuais", principalmente numa altura em que as notícias só falam das tragédias dos outros, aqueles que, aparentemente, estão do outro lado do mundo, mesmo que esse mundo fique no mesmo prédio em que os "passageiros da solidão" se escondem, entre os eticamente correctos: "bom dia" e "boa tarde", quando, na verdade, as noites deles é que não são assim tão boas.
Eu sei que não faltam "Táxis", mas, pelos vistos, o principal problema dos candidatos a "passageiro", ironicamente, é, quando mais precisam deles, só darem com "praças" vazias, nem que seja para uma "curtíssima viagem".
Francisco Moreira

4 comentários:

Natacha disse...

Hey... TÁXIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!

Bolas... escapou-se-me :)

Fica para a próxima :)

Beijoka

FM disse...

Escapa tantas, tantas vezes, Natacha! (sorrisos sérios)
Beijos.

Nuno disse...

Gostei do texto. Muito bom, mesmo. E admitamos, todos nós gostaríamos de, de vez em quando, apanhar um daqueles taxistas que sabem mais que alguns psicólogos e fazem as perguntas certas nos momentos certos.

FM disse...

Olá Nuno!
Que bom ter-te de regresso a este cantinho.
Muito Obrigado pela clareza dos teus sempre úteis comentários.
Abraço.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive