sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Somos uns Postais

Cada vez recebo menos postais de Natal, e cada vez mais deixo de enviar postais de Natal. Irónico, não?! Se não se enviam, que propósito há para recebê-los?! Eu sei, eu sei que não sou o único a ficar surpreendido ao encontrar na caixa do correio um postal de Natal autêntico, daqueles sem publicidade, escritos com tinta, daqueles com assinatura, seja ela mais próxima ou mais afastada. Sabe bem, não sabe?!
É, mas com isto das mensagens de telemóvel e o "forward" dos e-mails, chego à infeliz conclusão de que já não nos damos ao trabalho que dava prazer de escrever qualquer coisa num pedaço de cartão com árvores, frases feitas e outras "oldiesses"... Nem que soubesse a repetido ou fosse um decalque, aquele escrever manuscrito fazia a diferença em épocas como esta. Sim, esta.
É, mais velozmente do que se imagina, andamos a apagar o espírito Natalício, andamos quase sorrateiramente a semear um adeus ao Natal que, mais década, menos década, converter-se-á num "bacalhau com batatas" em vídeo-conferência, enquanto as prendas passarão a ser transportadas por renas tridimensionais.
O Pai Natal? O Pai Natal, com tanto desprezo, no mínimo, partirá de férias extra-longas para a Lua. É que, ao menos lá, ele saberá que os "calhaus" têm razões geográficas para poderem andar com a cabeça noutro lugar, já que nem no Natal têm acesso a redes de telemóvel.

Francisco Moreira
(este foi um postal auto-critico, e bem merecido)

6 comentários:

Sandra T disse...

Pronto! Eu mando-te um postalinho. Beijo

FM disse...

Estou para ver! (risos)
Beijos,Sandra T.

Nuno Graça disse...

Esta vida de correria faz-nos esquecer os mais importantes pormenores: os pequenos!
Se é que posso partilhar, um dos meus desejos de Ano Novo será mudar este meu grande defeito de não ligar muito a pequenos pormenores.
A ver vamos!!
Abraço, Nuno Graça

Pedro Portelinha disse...

Sem palavras... Gostei, Francisco!!!
No primeiro natal, do ano que comecei a "vidinha" profissional foram-me enviados 2 postais de Natal , que ao receber fiquei tão feliz, hoje passado 7,5 anos, recebo os tais "forward's" que me invadem a caixa de correio. Hoje faço uma leitura na vertical, faltando o tal adorável papel, com o cheirinho típico da época "já tentei imprimir mas não é a mesma coisa!!", lol

paulofski disse...

Sei que já foste levantar o postalito no gabinete, não é um de papel com assinatura em tinta azul, é "forreta", mas tem o mesmo sentido da mensagem, que tenham um Natal Feliz e Boas Festas.

Abraço.

Carla disse...

Achei o máximo a parte do Natal reduzido a bacalhau com batatas em video-conferência e as prendas transportadas por renas tridimensionais:D
Francisco concordo plenamente contigo, eu mesma sou incapaz de oferecer uma prenda sem um cartão a acompanhar, algo escrito dirigido aquela pessoa específica, nem que não tenha cartão, escrevo no próprio papel:)
E podem crer que faz toodaa a diferença para quem recebe.
Afinal de contas, se olharmos bem para dentro de nós,ainda somos humanos e as emoções alimentam a nossa alma tantas vezes perdida:)
Beijinho
AnnaP.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive