sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Contas ao Amor

Anda para aí muito amor com ar de "fora de prazo de validade", como se isso alguma vez pudesse acontecer. Sim, refiro-me àquele amor que tem tanto para dar e que, vá-se lá saber porquê, não encontra parceria à altura, pelo menos em termos da necessária, porventura óbvia e conhecida convergência, em termos do simples e objectivo: " - Vamos conhecer-nos?!"...
Cá para mim, a culpa é da modernice da publicidade, daquela maneira errada de promover a procura sem procurar. Alguém conhece um amor que tenha caído do céu? Ou, então, se quisermos ser mais "modernos", podemos sublinhar que a culpa é da maldita porcaria dos telemóveis, que, vai-se a ver, têm mais caracteres do que o necessário: " - Vamos a isto!", nem que, ao se "ir", seja para ver se "dá ou não dá" o tal "alguma coisa".
Não sei, acho que há demasiada gente a precisar de dar amor e outra tanta gente a precisar de o receber. E, se assim é, valham-me as contas da matemática, para que me encha de razão. É que, aparentemente, seria muito simples juntar o "ímpar" com o "ímpar" e arranjar de imediato um "par", digo eu.
Sim, eu também sei que as coisas não são assim tão lineares, e que não se diz: " - Queres ou ficas?", mas, voltando à matemática, nem que seja a dos testos, não me venham com a história do: " - Ninguém quer nada comigo!" ou, pior ainda: " - Não tenho sorte ao amor!", porque - e sejamos minimamente razoáveis, não falta quem queira ter alguma ou muita coisa com alguém, andam é todos, muito provavelmente, a tirar a "prova dos 9" sem fazer a "conta", ou melhor, anda muita gente a fazer "de conta", quando o que é preciso é... Dar e receber, e, depois sim, fazer a "conta".

Francisco Moreira

12 comentários:

Marta disse...

Disseste tudo agora!
Vale sempre a pena arriscar...se voarmos demasiado e acabarmos por cair, é mais uma lição que temos, uma nova perspectiva para a vida! Mas deixarmo-nos ficar sozinhos só porque não queremos arriscar, isso sim é um desperdício enorme!!

Até para quem não gosta de matemática é facil saber que 1+1=2 e que 2 fazem muito mais juntos do que 1 sozinho!

Beijo grande!

FM disse...

Ainda bem, Marta, que conto contigo neste meu clube... (risos)
Beijos, com Carinho.

macaw disse...

pois e! (desculpa la a falta de acentos, ainda estou no trabalho)

o Amor nunca caiu do ceu, ha que investir tempo, cultivar...
tudo o que dizes e verdade, mas sabes, quando nos sentimos la em baixo e quando esses pensamentos negativos nos assaltam como forma de expressar a nossa frustracao de ainda nao termos encontrado aquela pessoa especial ou quando as coisas nao acontecem com aquela pessoa especial que ja encontramos...
quanto a quem foge do Amor, digo-vos ja que nao vale a pena, pois o destino e uma coisa muito engracada que arranja sempre forma de nos "lixar" no bom sentido!

bjinhos ;) bom fim-de-semana!!!

FM disse...

Então, Macaw, toca a investir no Amor, seja ele de que tipo for. (sorrisos)
Beijos.

Natacha disse...

Sempre Excelente!

Beijo grande e Bom fds...

FM disse...

Big Smile
Que Bom "ver-te".
Obrigado, Querida!
Beijos com Carinho.

Ana Cardoso disse...

Não tenho o hábito de comentar em blogs, mas este texto tinha mesmo que ser!

É a verdade, realmente, ando a tentar convercer-me disso há algum tempo, ando a tentar deixar de dizer essas frases típicas "ninguém me quer" e afins, o que não é fácil... Mas tenho a sorte de ter quem me chame à razão sempre que é preciso... não é Marta?

Obrigada, Francisco, por mais um belo texto, muito acertado como sempre!!

Beijinhos

julia disse...

O mais importante é termos o coração sempre aberto e quando menos se espera, com a pessoa que menos se espera....... puf! Acontece!
Eu sou exemplo disso ;)
Beijos com carinho e votos de um fim-de-semana com muito amor!

Pedro Portelinha disse...

FM, ao ler este Post, relembrei da frase, que alguém, em algum dia, com o seu estado de espírito, escreveu algo como "Há momentos na vida em que se deveria calar e deixar que o silêncio falasse ao coração" cruzo esta frase com "Ninguém quer nada comigo!", concluo porém temos que ir para a praça, não existe amor com segurança, mas sim com riscos e são estes riscos que vale a pena correr...
Abraço

FM disse...

Gostei, Pedro, gostei mesmo.
Escreve mais.
Abraço.

FM disse...

Olá, Ana Cardoso! Que prazer ter-te, também a ti, por aqui. Fico Feliz, mesmo.
Que bom reunir tantos de vos - Boa Gente, neste "alguidar de sendações", ora certas, ora erradas, mas sempre sentidas, mesmo que, tantas vezes, tenham que ser corrigidas.
Volta mais, muito mais.
Beijos com Carinho.

FM disse...

Ora nem mais, Júlia. Tudo se pode traduzir num PUF, mas dos BONS. (sorrisos)
Beijos e Continua Feliz.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive