quarta-feira, 22 de abril de 2009

Calos em Saldo

Um dos sinais da crise vigente, acredite-se ou não, pode ser avaliado pelo preço dos sapatos. Ridículo?! Talvez sim, talvez não. Se olharem bem para as montras do "não-proibitivo" poderão reparar em exemplos que prometem calçar os pés por pouco mais de €1, isso, €1.
Podemos estar cada vez mais pobres, mas já não há razão para os pés descalços do antigamente ou das solas com "entradas de ar" feitas pelo desgaste dos paralelos.
Também é verdade que, nos nossos tempos, se dá menos "corda aos sapatos", tanta é a oferta de transportes alternativos aos "pés para que te quero"... Mas, voltando aos "baratos", o preço dos sapatos é um pouco como as aparências, serve para esconder as solas que desaparecem dos pés, aqueles que, por pouco mais de €1, vão escondendo os "calos" da vida.

4 comentários:

Natacha disse...

Tenho para mim (tenho tanta coisa para mim - risos), que aquilo que escolhemos para calçar os nossos pés, que a bem dizer nos servem de base de sustentação, é muito importante. Tão importante quanto termos os pneus do carro em bom estado. Portanto, tenho muito poucos pares de sapatos e afins, mas os que tenho têm de ser de qualidade, e eu disse qualidade, não "marca" - se uns bons e caros sapatos pouparem as minhas costas às dores horríveis que por vezes me "assaltam" - então foram um excelente investimento.

Os calos da vida... esses é que são mais dificeis de esconder...
Entendeste alguma coisa do que disse?? (gargalhadas)

Beijo

Eudemim disse...

Eu diria mais...

Estes sapatos são lindíssimos e tenho quase a certeza de que a menina que os calça não deve ter calosidades.

Bjs descalços

FM disse...

Entendi... TUDO, mesmo Natacha.
É por isso que gosto de Miguel Vieira, dos sapatos, e ele passa lá no Vice, por vezes. Aprecio os sapatos, versão mais clássica.
Beijos Natacha.

FM disse...

(risos)
Olá Eudemim. Que bom ter-te por cá... Já te tinha "visto" no Blogue da Natacha.
Pois, muito provavelmente... (gargalhadas)
Beijos e... Vai passando por cá.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive