terça-feira, 24 de março de 2009

À Partida

Há sempre a hipótese de se recorrer ao "reconforto" de alguém mas, talvez por piedade própria, muitos são os que preferem usar o ombro da solidão em vez de recriarem pensamentos ou linhas de acção com a opinião de terceiros, sejam elas - as recomendações - de pessoas mais ou menos próximas.
Sou pelas parcerias, nclusive nos apoios, mesmo quando (à partida e à chegada) se sabe que o resultado não passará de um rotundo não. Mas, e se porventura naquele instante, naquele gesto, naquele pedido de apoio acontece o tal clique que parece ser milagre, aquele factor X que pode virar tudo ao contrário, aquele interruptor que, afinal, existe?!
Pois, é como o Euromilhões, só não tem hipótese de ganhar quem não aposta, mesmo sabendo que, muito provavelmente, quer à partida, quer à chegada, a "fortuna" sai sempre aos outros.

4 comentários:

Maurício disse...

Em tudo, é como se costuma dizer: "quem não arrisca..."

Abraço

FM disse...

Exactamente.
Abraço Maurício.
Então e o seu Blogue? (sorrisos)

liamaral disse...

Eu arrisco pouco... para o bem e para o mal...
:)Beijinho

Juliana disse...

Como tudo na vida é necessario arriscar, e além disso uma ombro amigo, uma opnião diferente é sempre importante e faz sempre falta! :)
bjinhos

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive