quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Vácuo

Nunca fui de me calar, nem pretendo mudar, inclusive naquelas alturas em que me dá vontade de distribuir as respostas em papéis fotocopiados, para (ironicamente) poupar a garganta ou o dedo que dita letras, seja por telemóvel ou num qualquer computador.
Não sou fã do silêncio, mesmo quando gosto de me silenciar, mesmo quando prefiro ouvir (observar), para avaliar as ramificações, julgadas colaterais, do que foi feito, do que se julga ter sido dito, ou mesmo do que gostariam que se dissesse...
Nunca fui de me calar, nem pretendo mudar, inclusive naqueles instantes em que o aparente vácuo nas minhas respostas parece querer assumir-se como um atraente e "desinfectante" meio de nada acrescentar ao que, hipoteticamente, teria (e não tem!) que ser dito.
O "sem comentários" raramente faz parte do meu dialecto... E, comigo, poucas são as perguntas que ficam órfãs. Por isso, e para que o tal vácuo não sirva de bengala, há que sublinhar que, para mim, as reticências são apenas uma breve ponte entre o que digo e o que penso, já que ajo, sempre.
Francisco Moreira

5 comentários:

JoeMar disse...

Por vezes a melhor resposta, é um educado silêncio. A nossa "sociedade" está habituada a discursos e mais discursos, palavras e mais palavras, justificações e perguntas... quando afinal a resposta esta por vezes no inquietante Silêncio, basta para isso saber ouvir, mais do que questionar!
Cumprimentos,
Paz e Luz

bisturi disse...

Caro Francisco:
Imagem violenta!!!
Violência doméstica ? E ainda por cima com tão pouco jeito profissional...que sutura mal amanhada!!!
Numa mulher não se bate nem com uma flor ...muito menos com violência cirúrgica terceiro mundista!!!

Realmente tu és um mestre do suspense em matéria de silêncios...
Só por isso é que religiosamente por aqui passo todos os dias...muitas vezes em pézinhos de lã...só para não quebrar os teus silêncios barulhentos!!!
ABRAÇÃO

FM disse...

Também acho, JoeMar, também acho... Mas, por outro lado, não devemos permitir que o silêncio nos sentencie...
Abraço.

FM disse...

Tu és demais, Bisturi.
Confesso que me divirto imenso com os teus comentários... (sorrisos) Um dia destes ainda me pedes dinheiro para os poder ler... E eu pagava, provavelmente.
Abraço.

FGF disse...

hum... este deixou-me de orelhas em pé, com vontade de "ouvir" (ler) um pouco mais... com vontade de me silenciar mais uns minutos com a leitura de tão relevante tema...
Eu também nunca fui de me calar... e pode não parecer, mas sempre fui mais "orador" do que ouvinte..
Tenho vindo a aprender a ouvir... e descobri que é tão mais interessante... ouvir o que é bom o que é mau, ou simplesmente o que se ouve e não se escuta...
O silêncio é a mais importante palavra, é mais importante forma de expressão.. porque no silêncio estão todas as respostas e todas as perguntas, basta que se escute, e se oiça o SILÊNCIO..
Porque o silêncio também pode ser ensurdecedor...

Um Abraço
Feliciano Ferreira

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive