segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

A Hora do Nós

Por muito "crente" e confiante que seja, nunca fui de dar passos maiores do que aqueles que as minhas pernas permitem, mesmo acreditando que se deve, sempre, apostar, que se deve arriscar, ou, pelo menos, tentar, com todas as sílabas.
Por outro lado, neste momento, há algo que me faz alguma confusão, e isso prende-se com o facto de tanta gente achar que, com uma determinada decisão, preparo-me para dar um passo de gigante, embora em segredo...
Pois bem, lamento decepcionar quem julga isso mas, na verdade, o passo de gigante que me preparo para dar tem a ver com outros caminhos, bem diferentes dos que imaginam, embora, para já, e sem recurso à "régua e esquadro", posso dizer que é um caminho com um aparente brilho menor mas, claro, muito iluminado. (sorrisos)
Porquê? Porque há alturas em que necessitamos de dizer: " - Chegou a hora de nos dedicarmos a nós mesmos, mesmo incluindo (quase) todos os outros que nos rodeiam".

Francisco Moreira

8 comentários:

carla susana rafael disse...

Amigo, não vou deixar um comentario no "Vice Versa" porque se irá perder no meio das centenas que lá irão cair e pq em Janeiro as minhas palavras desapareceriam de vez. A 1ª reacçaõ foi quase de choque, tipo: "não é possivel...Francisco brincalhão!!" Agora que já percebi que é mesmo verdade, fico triste como todas as pessoas que se habituaram a ir ao Vice Versa com o Franciso e pelo Francisco.
Vai parecer um bocadinho mordibo o q vou dizer mas a tristeza que sentimos é egoista, quase como qd perdemos alguem...choramos pela saudade q vamos ter!
Deste um passo para o qual foi concerteza precisa muita coragem, mas sei que foi muito pensado e que se calhar é mesmo a hora de pensares em ti e nos teus.
Desculpa a minha tristeza egoista! :) Bjinhos do fundo do coração e toda a sorte do mundo!
Susana Rafael

Jota disse...

Complicado, muito complicado.
Complicado porque tudo tem a ver com sentimentos e emoções e gerir isso é muito bicudo. Até mesmo para mim “outsider” e não vou me repetir, até a mim me pesa saber que dentro em pouco tudo vai acabar.

Mas a vida avança acelerada e tudo continua. Porém compreendo bem os olhos molhados que vi em tanta gente na passada sexta-feira, Francisco Moreira incluído.
Sim porque eu vi aquela lágrima que tombou no balcão. Ele pode negar … mas eu vi!

O VV para tantos é um abrigo. É o refúgio do dia-a-dia empecilhado, das preocupações que tem cada um, um renovar da energia, uma espécie de anestesia aos problemas. Lá dentro tudo se esquece, faz-se aquilo que fazemos muito pouco durante o dia que é rir e canta em particular, ganha-se ânimo e alegria e isto tudo para que á saída e bem ao fim da noite, se afronte de novo a realidade com outro ardor e apetência.

Sem demais delongas e abeirando ao que quero explicar, o Francisco Moreira é o grande culpado.
Culpado pelo perfil que tem, culpado pela casa que criou e a filosofia da mesma, culpado por ter criado amigos, culpado por dar alegria, culpado por dar sentimentos e construções, culpado por ter gente que gosta dele, culpado por dar de si, culpado …, culpado …, culpado …, mas principalmente culpado e condenado sem direito a recurso por ter uma vida fora do VV e disso se ter dado consciência.

Era preciso que alguém o dissesse: Francisco Moreira, você é CULPADO.

Independentemente do passo que der, grande ou pequeno, tem uma obrigação para com toda aquela gente e a é a mesma que desde há anos anuncia aos sete ventos, caso contrário miguem lhe vai perdoar.
TENTE, TENTE SER FELIZ!

Um grande abraço.

liamaral disse...

Jota, permita-me que lhe roube 95% das suas palavras...
:) Beijinhos aos dois!

FM disse...

OLá Susana!
Obrigado pelo carinho das tuas palavras... Intensas, como sempre...
Espero ver-te...ALI, em breve.
Beijos com Imenso Carinho e Amizade.

FM disse...

Olá Jota!
Gostei imenso do seu texto, da sua provocação, mesmo podendo gerar interpretações erradas junto de quem o ler... Sim, tivemos oportunidade de falar sobre este seu comentário e percebi (acho eu!??!) onde quis chegar... Que a culpa é minha por ter cirado condições tão especiais num espaço como este. Ok, dou-me como culpado. Mas pela simples razão, como já percebeu, de só saber viver intensamente onde e com quer que esteja.
Prometo continuar a ser o mesmo "culpado", mesmo por outros palcos, os da vida... (sorrisos)
Abraço com Amizade.

FM disse...

Olá Lili, Amiga!
Não precisas de roubar nada a ninguém... O que (me) escreveste (em off) diz o que pensas e sentes... E como o sei.
Obrigado pelo acompanhamento constante e, principalmente, pela Amizade.
Beijos de Luz.

Jota disse...

Amigo Francisco Moreira, se é que me permite chamar-lhe de amigo, livre-se de mudar e de não tentar ser feliz.

Em sério e resumindo, só quis dizer a quem leu que, ao fim de 16 anos também é tempo de receber a quem tanto conseguiu dar (também tenho as minhas fontes) (risos).

Tudo de bom para si.

Abraço.

Olá!! disse...

Pois eu tenho a certeza que o FM vai ser FELIZ porque ele É feliz e porque gera felicidade ... também sei que vai ter SUCESSO, porque ele é um ser "virado para fora", ele deu, dá, dará incondicionalmente... agora vai ter o troco...
Tenho acompanhado em silêncio, não há muito a dizer quando a vida de alguém (por muito que não agrade a todos) muda... há que apoiar, ajudar e desejar que tudo corra de acordo com o previsto.
Estou aqui para o que for preciso e tu (vocês) sabem
Beijo com carinho

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive