sexta-feira, 3 de julho de 2009

E se?

E se... Fosses apanhado por uma dependência que te destruísse em poucos meses?
O que farias?

11 comentários:

Maurício disse...

Oxalá me sobrasse um pouco de lucidez para pedir ajuda... a tempo.
Infelizmente, nem todos o fazem.

Abraço

Eudemim disse...

Seria um bocado difícil acontecer-me uma coisa dessas, mas lutaria para me manter lúcida e consciente.

Bjs daqui

Natacha disse...

Não daria conta, claro está... como sempre acontece com qualquer dependência... a pessoa nem se dá conta do que lhe está a acontecer...

Ainda assim, ia remar contra a maré durante todo o tempo...

Beijos

julia disse...

Não consigo imaginar o que faria. Por isso fico-me pela dependência ao chocolate (risos), apesar das consequências a médio prazo, ainda me mantém lúcida (risos)

paulofski disse...

Depende da dependência. Se fosse uma dependência bancária tenho em conta que seria extremamente fácil (risos)

FM disse...

Que todos o façam Maurício, que todos o consigam.
Abraço.

FM disse...

Que assim continues Eudemim. Faço minhas as tuas palavras.
Beijos.

FM disse...

Remar é Importante Natacha, e com remos verdadeiros... cheios do Vontade.
Beijos.

FM disse...

(risos)
Beijos Julia.

FM disse...

(gargalhadas)
Estiveste bem Paulofski, muito bem.
Abraço.

macaw disse...

situação complicada, hein?! se a dependência me destruisse, como em qualquer outra situação negativa da vida, teria de arranjar forças dentro de mim para superar a situação... é sempre possível renascer e porque não recriar um novo EU, um EU melhor que o anterior destruído pela dependência... às vezes é precisamente isso que precisamos, de algo, como uma situação negativa, para nos obrigar a mudar e sermos melhores que antes...enquanto respirarmos há sempre a esperança de um futuro melhor...

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive