segunda-feira, 29 de junho de 2009

Viva a Anarquia!

Estou a chegar à conclusão que o crescimento significativo de pessoas que viram as costas a este mundo de pressas e débitos bancários tem alguma lógica de ser. Se calhar, eles têm toda a razão nas opções que tomaram; a de irem vivendo a vida "sem nada" a "caminho do nada" em prol do "tudo", a vida pela vida, sem pressas, sem materialismos.
Obviamente que me refiro aos inúmeros membros de uma pujante anarquia que não se revêem em tudo aquilo que são as nossas regras, condições sócio-económicas e culturais, aquelas pessoas que não usam "Zara" e que não se importam que olhemos para eles com pensamento critico pois, na verdade, muito provavelmente, eles é que "a sabem toda", ao contrário de nós, aqueles "certinhos" e "regradinhos" que nos armamos em espertos, em sabidos.

3 comentários:

julia disse...

Por muito que admire esta forma despreocupada de viver a vida, não me consigo imaginar a fazer o mesmo. Custa-me não pensar no dia de amanhã, sem projectos para o futuro e sem uma meta para atingir.
Uma curiosidade FM, consegues imaginar-te a viver assim? (Desafio - risos)

FM disse...

Claro que não! Foi apenas um "pormenor", um lembrar que, por vezes, seria bom não ligarmos ao ritmo dos nossos dias... Só isso.
Eu não sou a favor da Anarquia mas sim da Democracia.

Natacha disse...

Acho que toda a gente pensa nisto a determinada altura. Claro que depois a nossa formação não nos permite enveredar por aí... Mas tenho a consciência de que são esses de que falas que se "safam" no meio disto tudo.
Ainda assim, eu prefiro viver com os meus stresses, mas de consciência tranquila...

Beijosssss

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive