sexta-feira, 12 de junho de 2009

Próximo

Podem parecer iguais, todos iguais, mas, na verdade, todos os fins-de-semana são diferentes. Nós é que, na inoperância da costumeira, fazemos com que sejam demasiado parecidos. Se reinventássemos cada um dos momentos "só nossos", certamente que teríamos um proveito mais interessante do que o costumeiro "foi bom".
E, por estranho que pareça, inconscientemente, quando o assunto é fim-de-semana, passamos imediatamente a conjecturar e projectar acerca da melhor maneira de o aproveitar. Deixamos é sempre para o próximo fim-de-semana, descurando este, aquele que já foi próximo vezes sem conta.

4 comentários:

Natacha disse...

Não são todos os fins-de-semana que faço 750 Km a conduzir. Não são todos os fins-de-semana, que "falta só um bocadinho assim" para finalmente te visitar...
Estive tão perto... na mesma rua, ao que consegui apurar...

Beijossss

Eudemim disse...

Aqui é muito difícil variar os programas de fim de semana, o que nos obriga a “explorar” a companhia uns dos outros.
Um dos tesouros que levarei aqui do Sul é, principalmente, o pilar familiar que criámos. Muito positivo !!

Bjs daqui deste Sul

FM disse...

Pois, tão perto e tão longe. (sorrisos)
Beijos Natacha.

FM disse...

Sem dúvida Eudemim, e se calhar o melhor de tudo...
Beijos.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive