quarta-feira, 6 de maio de 2009

Longa se torna a espera

Irritam-me solenemente aquelas tantas pessoas que passam a vida à espera, à espera de que algo as empurre, de que algo aconteça.
Faz-me confusão estarem repetidamente a reclamar "disto e daquilo" quando, na verdade, pouco fazem para alterar o estado das coisas. E, pior ainda, é o facto de comentarem as acções dos outros quando não param de estar parados.
Serão estas pessoas adeptas do "comentário fácil" ou da "inércia absoluta"? Pois, se calhar são adeptas de ambas as "equipas".
A constante atenção à vida dos outros não deveria ser usada como aprendizagem para "arranjarem" as próprias vidas? O constante poder opinativo, como se fossem donos do saber, não deveria ser o principal impulsionador da auto-critica?!
Se calhar sou eu que estou errado por achar que tristes não são aqueles que agem e erram mas sim os que erram por não agirem. Mas isso sou eu quem o diz, sou eu quem o faz...

4 comentários:

Natacha disse...

Em determinadas circunstâncias é preciso saber esperar sim. Depois tudo depende do que estamos efectivamente a falar.

Eugénio de andrade dizia assim:

"Sê paciente; espera que a palavra amadureça e se desprenda como um fruto ao passar o vento que a mereça"

Mas na generalidade concordo contigo... só acho que não podemos generalizar (sorrisos)

Beijos

FM disse...

Adoro quando gostam do que eu digo, na generalidade... (risos) Também sou desse partido, afinal não podemos ser todos Benfiquistas, mas podemos ir todos ao Estádio da Luz. (risos)
Beijos.

Natacha disse...

Benfiquistas??? essa agora...

beijos verdes

FM disse...

(gargalhadas)
Beijos Natacha.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive