sexta-feira, 10 de abril de 2009

Olhares

Hoje é um daqueles dias em que me apetece fazer uma longa e solitária viagem pelos sentidos. Poder, em silêncio, observar cada canto e recanto da vida, aqueles pormenores que a pressa do dia-a-dia não nos permite nem convida a "saborear". Apetece-me aprender com os instantes, valorizar o imperceptível, desvalorizar a pressa e sentir que, afinal, podemos e devemos ter tempo para o mínimo quando, infelizmente, nos "esfolamos" por alcançar o máximo.
É, hoje, estou virado para esse lado que deveria ocupar mais espaço na nossa falta de tempo, aquela esquina que não deveríamos ultrapassar sem a cumprimentar, no mínimo, com o olhar.

3 comentários:

Maurício disse...

Há que aproveitar bem.
É que momentos destes, em que nos podemos dar ao luxo de parar e ter tempo, são cada vez mais raros.
Culpa nossa, claro, que levamos sempre a vida a "cento e cem".

Abraço e Boa Páscoa aos três

Juliana disse...

É sem duvida uma verdade,infelizmente fazemos isso imensas vezes isso, ignoramos o importante, não lhe damos e valor e dps acabamos por nos arrepender, pode ser passado muito tempo mas acontece! É urgente dar valor ao momento por si só!
Bjinhoos Padrinho :)

Natacha disse...

Tudo é tão volátil...

Um dia escrevi um texto sobre a volatilidade, ainda no antigo Blog - se tiveres oportunidade:

http://dapacanina.blogspot.com/2008/03/voltil.html

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive