quarta-feira, 15 de abril de 2009

Medalhas

Já dissertei sobre a questão "melhor amigo" mas continuo a concluir que estou perto do certo com a tese que defendo. Melhor amigo não é aquele que conhecemos há "200 anos" mas sim aquele que dá um passo em frente nas vivências do presente é arredores. Este raciocínio pode parecer demasiado "descartável" e incorrecto mas, vistas bem as coisas, amigo é aquele que "está aqui" e não aquele que "está ali", se por acaso necessitarmos.
Obviamente que é importante manter as amizades e não esquecer o histórico das relações que vigoram ou vigoraram ao longo de décadas mas, vistas bem as coisas, há que assimilar que muitas das relações de amizade que se mantém há anos vivem de um ou outro telefonema em dia de aniversário ou de encontros fortuitos do género " - Já casaste?".
Costumo dizer, já lá vão mais de 3 décadas, que o meu melhor amigo é o Victor Alves, e muito provavelmente é-o, mas, por outro lado, esta relação vive mais do estatuto criado na infância e juventude e, actualmente, é mantido nos tais encontros fortuitos. E é precisamente aqui que acciono o epicentro da minha tese, ou seja; entendo que o melhor amigo é uma espécie de posto que sofre alterações constantes, signo das vivências e convivências com que nos confrontamos a todo o instante.
Por tudo isto, quando bem pensado, poderemos afirmar que o melhor amigo é o do "estou aqui" e não o do "estou ali".
* Nota Importante: Apesar do que escrevi, entendo simultaneamente que os melhores amigos são aqueles que, ao longo de toda uma relação, coleccionam mais "medalhas" na nossa costela de óbvios e sinceros agradecimentos. Por isso, Obrigado aos meus amigos, os de ontem, de hoje e os de sempre.

2 comentários:

Natacha disse...

Tema complexo, já que o melhor amigo pode ser aquele que, nem reparamos que o é, talvez por estarmos tão fixados no hábito" de dizermos que "fulano" é o meu melhor amigo - pelo simples facto das vivências de infância e/ou adolescência.

A Amizade deve ser regada, como qualquer jardim, para que não morra. Porque se assim não for, podemos recordarndeterminadas pessoas com o carinho de sempre, mas já não são certamente o nosso melhor amigo, porque esse tem de estar presente nas nossas vidas, adubando o nosso jardim, numa recíprocidade sem fim...

Dava para uma conversa looongaaaa... Não consigo apontar um melhor amigo, porque quase que os tenho "rotulados" ou "etiquetados" - por muito frio que possa parecer, mas não é, pois a todos e a cada um dedico o meu especial carinho e atenção e lhes sou tão grata por me terem escolhido para as suas vidas...

(Agora fiquei lamechas... ooopsss)

Beijos... de lágrimita no canto do olho, só de pensar nos meus AMIGOS:

FM disse...

Interessantes perspectivas, as tuas, mesmo com a tal da "lagrimita".
Beijos com Essências de Luz.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive