quarta-feira, 29 de abril de 2009

Elevadores


Todos, mesmo os que negam, procuram o sucesso, seja ele de que tipo for. É incontrolável essa vontade viciante que se acerca do ser humano logo a partir de tenra idade, seja na conquista de uma posição de destaque ou no engordar de um "mealheiro" que se sonha mais recheado.
Não vejo mal nenhum no procurar chegar mais além, no somar pontos ou no crescer contínuo. O que me irrita solenemente são aqueles sucessos de "oportunidade", aqueles que se "compram", aqueles que, na verdade, não podem ser considerados verdadeiros sucessos, apesar de aparecerem nas "prateleiras dos olhares" dos outros como legítmos.
Não faltam exemplos de sucesso, sejam eles mais dependentes do suor, lágrimas ou inspiração, e ainda bem. Mas o que mancha a palavra e principalmente o conceito são os denominados "alpinistas do espertismo" que não olham a "elevadores" para chegarem à frente daqueles que se esforçam tanto pelo "degrau a degrau", os "pobres coitados" e que chegam a "perder uma vida inteira" a construir uma chave tantas vezes roubada ingloriamente e, ainda por cima, no próprio "palheiro".

12 comentários:

Xanda disse...

Concordo contg, quem de nós não pretende ser bem sucedido... todos!

Agora não olhar a meios p/ atingir o fim, é completamente repugnante.
Acho que o esforço, o degrau a degrau, a dedicação é mais saboroso p/ o n/ sucesso e compensatório, demore os anos que demorar.

Natacha disse...

Terei sempre sucesso enquanto mantiver a minha integridade intacta. Porque, como digo sempre, para tudo na vida só há que haver dignidade. E isto não significa não errar, não fazer algo de que até nos envergonhamos mas que não conseguimos evitar... é, antes, aceitar que se não é perfeito, e principalmente assumir independentemente das consequências inerentes...

Beijos com muito SUCESSO!

FM disse...

Pois Xanda, Pois... Caso para dizer, Enfim!
Beijos com Carinho.

FM disse...

Ora aí está Natacha, nem mais!
Beijos.

paulofski disse...

Concordo com a tua tese, não suporto aqueles tipos que ficam "na mama" e depois recebem os lucros do esforço alheio.

Abraço

Natacha disse...

FM,

tens duas tatuagens lá no meu canto... Se quiseres ir lá buscá-las... ou tens medo de agulhas???? (risos muitos)

Beijosssss

Não Sou... disse...

Sei, senti e sinto o que falas...
Abraço

FM disse...

Tenho pavor a agulhas... A tal ponto que estou a atrasar às análises a que o médico me obrigou...
Passarei pelo "Tatuagens" ainda hoje.
Beijos.

FM disse...

(gargalhadas)
Usste a melhor expressão Paulofski. (risos)
Abraço.

FM disse...

Vá lá, não sou o único... a olhar o céu. (sorrisos)
Abraço Não sou!

Natacha disse...

he he...

vou preparando as agulhitas ....

Beijossssssss

FM disse...

Ai, ai, ai... (risos)
Beijos.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive