terça-feira, 24 de março de 2009

Espera

És tristeza quase encerrada
servida em mim ao entardecer
Uma lâmpada requebrada
que só ilumina o meu perder
Não sei onde fica o teu norte
nem de que fome sobrevives
Sei que és luz demasiado forte
quando me amas ou me agrides
Estou para aqui ancorado
entre o longo sangue e o mel
Este é um rio de leme enfeitiçado
banhado a cinzento, púrpura e a fel
Um dia destes retiro-te de mim
e parto para o adeus da sorte
Verás então quem é mais fim
se a minha vida ou a tua morte.
Francisco Moreira

8 comentários:

Natacha disse...

Este é um post muito ao meu "estilo", por assim dizer e, curiosamente, com uma foto dentro do mesmo tema ao meu post de ontem, o qual intitulei de "Porto de Abrigo"....

E não existem coincidências...

Muito bonito, adorei, beijo

FM disse...

Não Natacha, não existem coincidências... Existem pormenores que fazem a diferença, mas têm sempre um objectivo que, provavelmente, so mais à frente entenderemos.
Beijos.

JOOX ETZEL disse...

Parabéns FM,

Li e reli vezes sem conta e o poema já foi nome, sentimento, tormento e paz. Como diria um amigo... Multifacetado.

Abraço

macaw disse...

tristeza é esperar, desesperar, esperar e voltar a desesperar para no fim descobrir que tudo não passou de uma ilusão, um sonho despedaçado pela realidade... e se não foi, se não é, então nesse caso em vez de ficar "ancorado" deve partir ao encontro dessa luz forte e transformar a tristeza em alegria...
por vezes não há nada que mate mais que a espera, não se consigue encontrar a paz que tanto se anseia, mesmo sabendo lá no fundo que a vida dá muitas voltas e acaba tudo por ficar bem...

lindo poema, sem dúvida! só mostra o quanto a vida é complicada, ou deverei dizer as pessoas...
eu própria sou complicada, por isso nem me atrevo a criticar seja quem for...

bjinhos ;)

Juliana disse...

Lindo poema sem duvida padrinho, fez´me relembrar momentos coisas importantes que por vezes talvez por estupidez nos aptece esquecer para não sofrer mas essa não é a melhor atitude é apenas é só uma defesa...
bjinhos com carinho*

FM disse...

Obrigado Joox.
Gosto quando me relês. É bom sinal e sabe bem ler que nos releram...
Abraço.

FM disse...

Gosto tanto da maneira como escreves Macaw. Gosto como etiras sumo às palavras... Parabéns e Obrigado por também e tão bem o fazeres por estas bandas.
Beijos.

FM disse...

Espero e desejo, Juliana, que leves à letra o tanto que escreves... Gosto das perspectivas com que abordas o que escrevo.
Sê-te Fiel!
Beijos.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive