terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Vazios

Cada vez mais conheço pessoas que deviam estar caladas, inclusive a minha própria pessoa. Acho mesmo que deveríamos pagar uma multa de €1 de cada vez que disséssemos um disparate. Certamente que aprenderíamos a pensar antes de abrir as goelas... Só eu já tinha coleccionado ou pago uma fortuna em multas. Mas o que me traz a este Post, efectivamente, são aquelas pessoas que não dizem uma "para a caixa" e continuam a achar-se seres de uma inteligência superior, de uma qualidade de diálogo apaixonante e de uma cultura infindável... Se preferirem, estou a referir-me àquela quantidade de seres minimamente apresentáveis que conseguem suforcar-nos mesmo no mais edílico dos ambientes... Refiro-me àquelas "matracas" que ficam tão bem caladas e que, quando abrem a boca, estragam o que os olhos até acharam minimamente interessante. Sim, estou a falar dos homens e das mulheres que, certamente, não têm o cérebro convenientemente ligado ou, pior ainda, têm-no bem ligado mas recusam-se a accioná-lo convenientemente, provavelmente por não perceberem que nao basta ter, é preciso saber usar.
Estou literalmente cheio de perder tempo com conversas de "nada". Não, não estou a falar das conversas de circunstância, estou sim a sublinhar as conversas que, ao fim de uma frase ou de uma resma de parágrafos, resume-se a absolutamente nada.
Se existem mesmo?!... Claro, e cada vez mais...! E o pior é que se entranham, além de se desmultiplicarem a uma velocidade supersónica.
Já reparam por exemplo no conteúdo desta conversa que acabei de ter convosco. Tem nada, nada de nada...

8 comentários:

Joox Etzel disse...

As palavras antes de passarem à oralidade deviam parar, tipo portagem, e sempre que alguém fosse "encher chouriço" era bloqueado por um sensor de bom senso em forma de martelada amnésica, assim nem falava nem se lembrava do disparate que estava prestes a "cuspir".

FM disse...

Ora aqui está uma excelente sugestão...
Obrigado.
Votos de Muita Luz.

Não Sou... disse...

Olha que o texto até tem muito...
Muito gente abre a boca e os outros é que sofrem...
Abraço

Maurício disse...

Já lá diz a canção: "You say it best... when you say nothing at all".
Ou... caladinho é que tu falas bem! (risos)
E há tantos assim!

Abraço

FM disse...

É uma grande verdade Joox... Continua a passar por cá e a emitir as tuas opiniões. São bem-vindas.

FM disse...

Se tu dizes Não sou... Também acho, mas foi uma forma de "provocar" o pensamento...
Abraço.

FM disse...

Ora aí está uma excelente banda sonora para o assunto em "epígrafe"...
Abraço Maurício, falado e sentido.

FM disse...

Há tanta palavra mal "gasta"...

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive