quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Reaver

Onde pára o verdadeiro "cheiro" a gente? Onde pára o verdadeiro "sabor"? Que é feito do olhar no olhar? Onde está o verdadeiro cumprimento?
É incrível esta nossa vontade de chegar depressa ao futuro, à resolução das "equações" da vida, à resposta aos desejos... Só é pena que, nesse percurso apressado, percamos pelo caminho o melhor que o ontem nos deu, o sabor que se perdeu na sede de chegar mais longe, mais perto, mais rapidamente...
Passamos a vida à procura de uma vida melhor e, sem reparar, perdemos pelo caminho o "melhor" que a vida já nos deu... É tão estranho e bizarro este ganhar "a perder"... Mas é assim que nos conduzimos, com "apêndices" de saudade que esquecemos ao virar de uma nova hipótese, de um novo alento, de um renovado pretexto para o alcançar...
E é quando paramos e olhamos para o passado que nos apercebemos do que "faz falta", do que valorizávamos e "trocamos" num ápice pelo conforto do desejo. Mas, mesmo sabendo, nada nos pára, nada nos impede de continuar a desperdiçar cada instante daquilo que o tempo não consegue devolver mas que não nos importaríamos de reaver, nem que fosse em "segunda mão".

1 comentários:

Natacha disse...

"... chega aonde tu quiseres, mas goza bem a tua rota, enquanto houver estrada pr'andar, a gente vai continuar..." Jorge Palma.

Eu, e esta minha mania de citar (risos muitos)

Revejo-me muito nesta tua "pintura". Advirto-me a mim própria vezes sem conta para tentar não voltar a cometer o mesmo erro, mas possívelmente não terei "crescido" ainda o suficiente...

Beijos

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive