terça-feira, 23 de dezembro de 2008

A Carta


Olá Pai Natal!

Desculpa só escrever agora mas estive na dúvida se o meu bilhete de identidade permitia ou não fazer-te pedidos. Fiquei a saber que sim, que todos somos crianças, principalmente quando os desejos se desprendem da raiz economicista e tentam ir mais além, como é o caso.

Eu sei que tens mais que fazer do que andar a ler cartas como esta mas, dadas as circunstâncias, e olhando para uma boa parte do mundo, acho que estamos a precisar de nos redimensionarmos em termos afectivos e isso também passa por conseguirmos ser pessoas melhores, pessoas com "P" de Gente autêntica.

Por isso, entre os papeis brilhantes e as fitas reluzentes, se ainda tiveres espaço no teu saco de Pai Natal para transportar a verdadeira Essência do ser humano, agradeço que a redistribuas por todos os lares. Estou certo de que, ao "abri-la" e "usá-la", todos sentiremos um prazer especial em poder dar e receber sem olhar às distâncias que cada vez se notam. E, acredita, isto sim, isto seria um verdadeiro Natal.

Obrigado.

Francisco Moreira

4 comentários:

macaw disse...

assino por baixo!

bjinhos ;)

Maurício disse...

Que lindo!
Permite que faça "copy paste" e reencaminhe para o Menino Jesus?
Não sei porquê (ou até sei...), acho que Ele iria gostar muito de receber uma carta destas na sua Festa de Anos.

Abraço Amigo

Sandra Daniela disse...

Feliz Natal!!
Bonita carta!!! ( escapu-me uma lágrima....)


Boas Festas

Patrícia disse...

espero que tenha tido um Natal feliz:D

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive