terça-feira, 3 de junho de 2008

Coxo

A mentira está a tornar-se numa arma aceitável e isso preocupa-me, principalmente quando o exemplo vem dos exemplos que nos entram pelos olhos dentro, dados por pessoas a quem facilmente desculpamos tal comportamento feito (menti-mo-nos!) em nome de objectivos maiores.
Não me quero perder em imagens politicas ou futebolísticas para avalizar o meu argumento, mas vou ficando preocupado com a velocidade a que se mente, com as razões pelas quais se mentem, sejam elas mais ou menos monetárias.
O que também me preocupa é a gigante falta de memória que nos assola diariamente e os treinados contra-argumentos que fazem da mentira de ontem uma quase verdade de hoje. Até parece que o mundo é uma espécie de "casa das bonecas" onde a Barbie não deixa de ser autêntica e credível independentemente da raça ou estilo que veste ou despe, em função das suas próprias modas.
É caso para dizer que a mentira já não é o que era e que, afinal, apanha-se mais depressa um coxo do que um mentiroso, mesmo que este respire ar de "lobo-mau".

6 comentários:

Xanda disse...

Tem perna curta, logo dá nas "vistas".

FM disse...

Pois, até pode dar... Pena é que continuem a "andar"...

Olá!! disse...

Perna curta quer dizer que manca???
Vou começar a andar mais atenta aos mancos ;)))

Hoje deu-nos para isto, não é???
Que coisa ;)

navigator disse...

Quem nunca mentiu que levante uma peça de lingerie, ai onde eu já ouvi algo do género ah ah ah!

Existem mentiras e mentiras, aquelas mentiras mentirosas de maldade ou de esconder algo são de facto más, essas devem ser banidas.

vsuzano disse...

por mais que não queiramos.... mentimos e omitimos e mentimos omitindo...

o ser humano é pinóquio mesmo...

liamaral disse...

Tudo acaba por se saber... não vale a pena...

:) Beijinho

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive