terça-feira, 20 de maio de 2008

Falsos

Detesto pessoas falsas, sejam elas boas ou más pessoas. Falo em termos de postura e conduta enquanto ser humano na relação para com os outros, principalmente os mais próximos, seja em termos sociais ou falmiliares.
Prefiro aquelas pessoas com imensos mas verdadeiros defeitos em detrimento das outras que, ao fim e ao cabo, nem sabem quem ou o que são.
Logicamente que todos concordarão que não faltam pessoas falsas, mas poucos serão aqueles que se assumirão como tal - se calhar até eu me incluo nesse lote e não o admito, pois é mais fácil ver de fora do que do "lado de nós".
No entanto, e sejam quais forem as teses ou versões, continuo a não gostar de pessoas falsas; principalmente daquelas que dizem gostar ou não gostar disto ou daquilo e - vai-se a ver; fazem-no em triplicado. Pior, ainda têm o dom de colocar a "faca junto à garganta dos visados" como se nada tivessem a ver com o "sucedido".
Por outro lado, lá vão servindo para alimentar a "imprensa negra" dos "corredores" e, com as suas não menos falsas posturas, vão agitando o que, sem elas, provavelmente passaria despercebido.
Já não se contam pelos dedos as vezes em que me apeteceu...
Bem, é melhor deixar-me ficar pela opção contrária, mesmo sendo - também ela, completamente falsa.

12 comentários:

Sol da meia noite disse...

"Prefiro aquelas pessoas com imensos mas verdadeiros defeitos em detrimento das outras que, ao fim e ao cabo, nem sabem quem ou o que são."

Bem real este teu sentir.
Tem pessoas que de tanto que mentem, já se convencem que as mentiras são verdades...

Bjs

Filipa Sousa disse...

Oh Francisco,
Este teu texto hoje, nem parece coisa do acaso.
Olha, eu sempre tive como lema de vida, ser sincera, aberta, verdadeira.
Coloquei no meu blog um texto sobre uma vivencia minha , uma experiencia de vida, da qual não me orgulho, pq não gostava de a viver de novo, mas da qual tb não me envergonho, pq amar não tem q ser uma vergonha.Qd a publiquei, tive imensos comentarios de apoio e compreensão, tive um a criticar-me, tive hoje outro a insultar-me sobre o anonimato, o qual já eliminei.
Pois é, estas pessoas vão existir sempre, pessoas sem coragem de se assumirem, pessoas q não fazem mais nada que condenar os actos e atitudes dos outros, mas qd olhamos para a vida dessas pessoas há tanto e tão pouco por dizer que penso, como é q gente assim, ainda tem força para andar neste mundo, pq são pessoas realmente mt pobres de espirito.
Ás vezes questiono-me se fui eu que errei, em ser tão sincera e publicar a minha historia de vida....?

Amanhã será um dia melhor que este, amanhã talvez já consiga responder a esta questão...ou não...

Bjs

helene disse...

Francisco, é pouco provável que alguém goste de pessoas falsas, então porque os falsos se alastram tanto???

Eu pago um preço alto para dizer a verdade, para não ser falsa. Mas sou quase sempre incompreendida.

beijinhos

;))

Sandra T disse...

Uma coisa é falsidade de carácter, outra são as máscaras que vestimos para nos defendermos do mundo, enfim muito haveria a dizer... é preciso corgem para assumir defeitos, mas também é preciso para procurar quem realmente somos, é assim, é a vida, não é simples.

Sandra T disse...

e depois há aquelas pessoas que se acham arautos da verdade, modelos anti falsidade que não fazem senão criticar, tanto que chegam a fazer os outros infelizes, tanto que às vezes chega a ser falta de educação, enfim... a vida são momentos, alguns com pachorra para se ser socialmente correcto (e daí falso?) outros menos bons e absolutamente incoveniente.
Não acredito em pessoas só boazinhas,só verdadeiras, somos todos tão imperfeitos...

Lu.a disse...

:)
Gostei!!!
Por acaso não trabalhas na mesma empresa que eu?? É que indentifiquei-me imenso com estes post!

Filipa Sousa disse...

Mesmo não te conhecendo Sandra t não posso deixar de concordar e dar mt valor ás tuas palavras...

Somos mesmos mt imperfeitos...Mas felizes de nós q consigamos errar e aprender com os erros...infelizes dos q em vez de assumirem que tb são imperfeitos se limitam a viver julgando os outros...

Bjs

Xanda disse...

Continuo a dizer, tu escreves como poucos!
Este texto é o exemplo disso.
Embora eu ache, que por mto que as pessoas o digam nunca são 100% verdadeiras.
Na fase da minha adolescência, era criticada por ser muito frontal e até excessivamente sincera. Dava a minha opinião, independentemente se a pessoa que a pedia gostava ou não, era a minha opinião!
A vida de facto molda-nos, e eu tive de aprender a ser menos directa, e por vezes omitir a minha verdadeira opinião p/ não magoar os outros.
Agora quanto a fazer da falsidade o dia a dia, acho que quem o faz cedo ou tarde se arrepende, o ditado já é velhinho “a mentira tem perna curta”.
Bjnhs

liamaral disse...

Agora fizeste-me pensar com a muito pertinente afirmação: "Onde andam os falsos?" Eu conheço alguns mas de certeza que essas pessoas não se conotam como tal! A par disso existem outras, que acham que eu sou mas eu também não me conoto como tal! Resumindo, quem são eles?!

:))

Sunshine disse...

E o mal que essa pessoas são capazes de fazer...

Já fui, não mts vezes felizmente, mas algumas bem "tramada" por esse tipo de pessoas ... e o mal que me fizeram não tem peso nem medida... mas sou fiel adepta de um antigo ditado "Cá se fazem ... cá se pagam" e espero pacientemente que a vida me vingue.
Parece mal, talvez, mas sou assim... directa e nada falsa e assim vou continuar a ser.

Um beijo, por tudo e por nada, por me fazeres num repente dizer algo que está gravado em mim ...

Joel R. Freire disse...

Olá meu Amigo...
Este teu texto e fantastisco!
Pois a meu ver, há muitas, imensas, demasiadas pessoas falsas...
Todos nós já fomos, somos e seremos em algum momento da nossa vida, seja por que circunstância for, falsos!
Concordo plenamente contigo. Existem pessoas que são "Falsos Compulsivos", pessoas que já não sabem ser de outra forma, que já não destinguem a falsidade da sinceridade, a frontalidade da leviandade, etc.
Parabéns pelos teus textos, e continua assim...
Abraço, JF

Olá!! disse...

Na verdade a questão das "pessoas falsas" é muito complexa... começando pela parte "como se descobre uma "falsidade"?
A Sandra T tocou a ferida... carácter vs defesa, embora a defesa não seja necessáriamente uma falsidade é de facto uma resposta falsa do que somos.
Ninguém tem de se expôr mais do que quer, mas ninguém tem o direito de prejudicar outrém para se proteger.
Tanto para dizer sobre este tema, menino FM :)))
Beijossssssss

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Sempre algures entre o hoje e o amanhã, sem esquecer a memória.

JACKPOT

JACKPOT
Música Anos 70, 80 e 90

Porto Canal

Porto Canal

O Livro do Ano

O Livro do Ano
Escrito por uma Deusa e um Sonhador... em nome de um Ângelo

...Sempre...

...Sempre...

Blog Archive